Dor nas costas é uma das principais causas de afastamento do trabalho

Postado em 18 de Fevereiro de 2015

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a popular dor nas costas pode afetar até 80% da população em todo mundo. O dado preocupa também ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), órgão responsável por autorizar e pagar a licença de trabalhadores que sofrem por afastamentos – causados por problemas de saúde ou não.
Segundo o INSS, o caso se torna mais agravante quando resulta em aposentadoria por invalidez. Somente em 2012, pouco mais de 116 mil pessoas tiveram que receber o auxílio-doença por motivos de dor nas costas e problemas na coluna.
Ainda de acordo com o órgão, o fato se deve ao uso extensivo de computadores, posturas inadequadas ou mesmo a ergonomia incorreta. Altura das mesas em relação às cadeiras, apoio para os pés, assentos reguláveis, entre outros acessórios, podem contribuir para que o mal não aflija os trabalhadores.
Dicas para evitar a dor nas costas
Diminuir o problema da dor nas costas pode estar diretamente ligado a pequenas ações. Ter uma noite de sono agradável, por exemplo, com no mínimo sete horas ou mesmo um colchão mais adequado à sua preferência pode ser fundamental para se livrar da estatística da OMS.
Além de escolher equipamentos para o cotidiano que contribuem para evitar uma lesão nas costas, manter a postura correta pode ser o passo fundamental para espantar esse as dores nessa região. Um especialista deve ser acionado para identificar e identificar o que deve ser feito para corrigir o problema.
Entre as diferentes técnicas para solucionar as dores nas costas, os exercícios de RPG (Reeducação Postural Global) se destaca, pois ensinam como sentar corretamente, andar, deitar e mesmo a ficar muitas horas em pé, sem prejudicar, principalmente, a região lombar – uma das mais afetadas.
Além do RPG, a prática de Pilates – exercícios que prezam pelo fortalecimento dos músculos – auxilia e muito quem sofre com o mal ou mesmo quem quer evitá-lo. Entretanto, muito cuidado ao iniciar este tipo de exercícios. Ajuda profissional é fundamental para que o resultado seja positivo.
Fonte: jeonline.com.br